Novo

1ª Semana de Jornalismo da UFRN: início das atividades movimenta estudantes

por Ana Flávio Melo, Anthony Matteus, Clercio Rodrigues, Luiz Ribeiro e Vitória Lais

Tiveram início ontem, dia 08 de abril, as atividades da Iª Semana de Jornalismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. O evento, organizado pelo Departamento de Comunicação Social da universidade, reúne alunos, professores e entusiastas para discutir os novos formatos, ferramentas e linguagens da comunicação. Em sua primeira etapa, a programação do evento contou com três atividades principais: uma mostra de fotojornalismo, um minicurso e uma mesa redonda. Confira:

- Minicurso “Um novo jornalismo é possível?”

A primeira parte do minicurso “Um novo jornalismo é possível?” foi a atividade responsável por dar início à Semana de Jornalismo da UFRN. Ministrado pelo professor William Robson Cordeiro (UFSC), a palestra reuniu vários alunos para discutir teorias do jornalismo e entender o momento que a profissão vive atualmente.
18320642_428923600818310_2347308295663178261_o.jpg
Foto: Marcelha Pereira
O minicurso continua nesta terça-feira (09), às 14h no auditório do Laboratório de Comunicação da UFRN.

- Mesa Redonda: Desafios e perspectivas do jornalismo esportivo no RN

Mediada pelo professor Ruy Rocha, a primeira mesa redonda do evento veio com objetivo de discutir jornalismo esportivo no cenário potiguar. Através de sugestões da comissão e dos estudantes, a mesa foi composta por Ana Clara Dantas (TVU Esportes), Ana Karla Martins (Esporte Interativo), Bruno Araújo (Portal No Ar), Rafael Morais (Universidade do Esporte e 95FM) e Thiago César (Inter TV). “Pensamos em uma composição que valorizasse a participação feminina e que apresentasse pessoas experientes em reportagem. O repórter tem uma grande importância no jornalismo porque está em contato direto com a realidade, é ele que realiza a apuração dos fatos e esse foi um critério importante na nossa escolha”, disse Ruy.

Foto: Endy Mahara
A discussão teve um momento introdutório, no qual os participantes falaram das suas experiências profissionais e dificuldades. Dentre essas, vale ressaltar o posicionamento de Ana Clara, que entende o machismo presente no jornalismo esportivo como um dos maiores obstáculos na área. Para ela, “quando se é mulher e comenta esporte, é preciso mostrar que sabe duas vezes mais, pois não é todo mundo que está preparado para ligar a TV e ver mulheres comentando futebol”. Também destacou-se a necessidade de ser criativo e entender os pontos que ligam a informação e o entretenimento. “Quando se informa pouco ou de maneira ruim, desinforma”, disse Bruno Araújo. Por fim, foi concedido um momento de perguntas e repostas a plateia.


- Mostra de fotojornalismo: Luzes Cores

A mostra é composta apenas por imagens de profissionais potiguares e contempla nomes famosos como Canindé Soares, um dos fotógrafos mais conhecidos no estado. No geral, as fotos, belas e impactantes, tratam temáticas diversas e viajam entre a vida no interior e eventos marcantes da vida do natalense, como a rebelião no presídio de Alcaçuz.

Foto: Marcelha Pereira
As fotos foram selecionadas pelos professores Daniel Meirinho e Itamar Nobre e estarão disponíveis durante todos os dias da semana de jornalismo para apreciação do público.

Nenhum comentário