Novo

Último dia da Semana de Jornalismo abre com evento lotado

Oficina de escrita criativa contou com alunos de comunicação da UFRN e de fora

Por Anna Vale e Germano Freitas 

 Foto: Vitória Laís

No último dia da I Semana de Jornalismo da UFRN, a oficina de escrita criativa – a primeira do dia, iniciada às 14h, e ministrada por Michelle Ferret, professora do Departamento de Comunicação (Decom) – ultrapassou o número de vagas disponibilizadas (35), lotando a sala 1 do Decom. A ministrante expressou surpresa com tantos participantes, tendo imaginado poucas inscrições e uma oficina intimista, onde poderia conhecer a todos e “destrinchar” os trabalhos produzidos.

A oficina contou com três momentos: a apresentação da professora, com a leitura de um poema de um autor potiguar e reprodução da música “Metáfora” de Gilberto Gil para ilustrar a diversidade de sentidos que um escritor pode atribuir a uma simples palavra; a criação, por parte dos inscritos, de personagens – podendo eles ser baseados em pessoas reais ou produções originais – e formação de duplas, com o intuito de redigir uma curta história envolvendo os dois personagens; e a leitura ou explicação, por parte dos autores, das narrativas resultadas para a sala inteira.

Foto: Vitória Laís
“A realidade não existe, a gente cria”, explica Michelle, ressaltando a importância da imaginação dentro do jornalismo ao retratar os fatos de maneira criativa, que atraia o leitor sem perder sua veracidade. A professora, que já trabalhou como repórter especializada em artes na Tribuna do Norte, descreve ainda jornalistas como contadores de histórias: “a nossa matéria bruta é o ser humano”.

Não necessitando de muito mais que sua paixão pela escrita para incentivar os mais de 50 participantes da oficina de escrita criativa a deixar sua imaginação fluir, a professora Michelle Ferret contribuiu para o abrilhantamento do último dia da I Semana de Jornalismo da UFRN.

Nenhum comentário