Novo

Começa o Sana FCNB 2018, edição que marca os 18 anos do maior evento de cultura pop do Norte-Nordeste

Por Ana Flávia Sanção, Beatriz Navarro, Germano Freitas e Marcelha Pereira


Foto: Divulgação/Sana 2018
Comemorando os seus 18 anos, com cerca de 20 mil visitantes no primeiro dia, o Sana 2018 começou com a presença de convidados famosos como Bruno Sutter e Akira Kushida, a abertura das salas temáticas e o início das competições de games como League of Legends (LoL). O evento é mais uma vez promovido pela Fundação Cultural Nipônica Brasileira (FCNB), que impulsiona a realização de projetos relacionados à animação, quadrinhos, cinema e diversas produções orientais.

A concentração dos visitantes se deu principalmente no palco Art&Fest, centro das apresentações artísticas; no Espaço Coreia, coordenado pela Embaixada Coreana e a Kocca (Agência de Conteúdo Criativo Coreana); na arena da Idade Média, com temática da série Game of Thrones; no palco de Games, com campeonatos e palestras; nos brinquedos de esportes radicais trazidos pelos patrocinadores do evento; e no palco Sana Music, que teve presença do artista Bruno Sutter e do cantor japonês Akira Kushida. 

Outro foco de aglomeração foram as salas temáticas. Esse ano, o evento trouxe três salas diferentes: uma dedicada a Harry Potter, outra ao universo Marvel e uma última ao K-Pop, além do CineSana, que teve exibição de animes. 

Além da programação de atrações, haviam competições de Just Dance, lojas de souvenirs, decoração de partes do pavilhão principal com estátuas gigantes trazidas pela Gracom de Dragon Ball e super-heróis da Marvel, assim como o espaço do Artist Alley, com exposições dos artistas locais, desenhistas e escultores. Lá, além de quadros, estão sendo vendidos bottons, adesivos, cadernos, entre outros.

Na Sala Temática Marvel, os fãs dos quadrinhos puderam das asas à imaginação ao colorir os seus personagens preferidos. Foto: Equipe Grupert
Games 

O palco Sana Games teve como destaque as partidas da quarta-de-final do campeonato de League of Legends, uma série melhor de três partidas, entre os times Vertryx e Fox, este último saindo vitorioso. Após isso, os comentaristas da partida convidaram dez jogadores do Elo Bronze, ranque mais baixo de um jogador no game, a subirem ao palco e jogar uma partida amistosa, apelidada pelo evento como Rei do Bronze.

Além do palco Sana Games, as pessoas poderiam jogar Street Fighter, Fortnite e LoL em outros lugares espalhados pelo evento, como no final do primeiro andar e ao lado das exposições do térreo.

Convidados + Show 

Para o primeiro dia de evento, os convidados foram o cantor japonês Akira Kushida, famoso pelos trabalhos com vários seriados japoneses, e o humorista e músico brasileiro Bruno Sutter, este sendo o show de maior público e a atração mais conhecida pelos brasileiros, principalmente os mais jovens.

Bruno Sutter foi uma das atrações principais deste primeiro dia de Sana 2018. Foto: Equipe Grupert
Sutter realizou seu show solo por volta das 17h30 e em todas as suas músicas foi seguido por uma legião de fãs animados. Ele conversava com seus admiradores e relembrava tempos antigos no intervalo de cada música. Logo após à apresentação solo, ele continuou o show como Detonator. Em coletiva de imprensa, Bruno mencionou o quão importante o Sana havia sido para ele em 2017, já que o DVD de retorno da banda Massacration foi gravado durante o show deles no evento. 

Akira foi a atração final do dia e, prestes a completar 70 anos de idade, ele conta com o público para continuar a cantar: “A energia dos fãs se torna minha energia”. Conhecido pelo trabalho na trilha sonora de Jaspion, Jiraiya e outros seriados, ele gosta de usar a música como forma de apresentar a cultura de seu país. Quando perguntado, ele fica feliz com a atenção dada em eventos como o SANA. Entre os trabalhos mais recentes do cantor, está uma música para o anime Dragon Ball Super. Segundo ele, gostaria de poder fazer mais músicas para animes atuais, mas ele acha que falta um ainda mais empolgante e com mais ação.

Espaço Coreia

A Embaixada Coreana e a Kocca trouxeram para mais um ano de Sana uma área completamente dedicada à cultura da Coreia do Sul, com direito à degustação de comidas típicas, jogos tipicamente coreanos e oficina de vestes tradicionais (Hanbok) e de tatuagens removíveis.

Parte da degustação do Espaço Coreia, o Bibimpap é feito de arroz, vegetais, carne e é bem apimentado. Foto: Equipe Grupert
Assim como no ano passado, o espaço para a degustação de comidas tipicamente coreanas trouxe três pratos. Desta vez, os escolhidos para serem degustados foram o Bibimpap, Bulgogi e Yakgwa. Bibimpap é feito de arroz, vegetais e carne, já o Bulgogi é uma espécie de churrasco coreano, os dois levam pimenta, mas o primeiro prato é mais apimentado do que o segundo. O Yakgwa foi a sobremesa do dia e é um biscoito tradicional na Coréia feito com mel, canela e suco de gengibre. 

A novidade do Espaço Coreano esse ano foi a exposição do literatura coreana. Segundo Bárbara Brisa, responsável pela Korea 1, o mercado internacional dos livros coreanos “é ainda um mercado pequeno, mas que vem crescendo com o passar dos anos”. Na mesa havia exemplares de grandes sucessos literários como Flor Negra, de Kim Young-Ha, e A Vegetariana, de Han Kang, além de livros infantis e romances históricos. 

No palco Art&Fest, os fãs de K-pop se reuniram para celebrar os ídolos com covers e brincadeiras. A diversão começa mesmo neste sábado (28), com uma das etapas seletivas do concurso K-pop World Festival.

Nenhum comentário